Novo Horizonte Fica em Alerta Para Febre Amarela Após Morte de Macaco

Janeiro 5, 2017 Sem comentários »

Em Catanduva foram três casos positivos em animais, mais de três mil pessoas tomaram vacina

3d62f339-6d19-4fd9-91a3-5639c62e4478

Vacinação foi realizada em Novo Horizonte

Novo Horizonte, que fica a 50 quilômetros de Catanduva, está em alerta para febre amarela após um macaco ser encontrado morto em um sítio localizado no bairro Gonçalves. Uma campanha de vacinação foi realizada na cidade. Em Catanduva foram registrados três casos positivos em animais, que levaram mais de três mil pessoas aos postos de saúde em apenas um dia no mês passado. O macaco em Novo Horizonte teria sido encontrado no último domingo (1º). Equipes da Vigilância Sanitária foram acionadas, mas quando chegaram ao local viram que o animal não poderia ser removido devido ao avançado estado de decomposição.
“Diante desse fato, o órgão municipal de saúde está vacinando moradores dessa área e de bairros vizinhos contra a febre amarela, levando em conta os vários casos da doença diagnosticados nos últimos dias em cidades da região Noroeste Paulista, onde macacos mortos também foram encontrados”, informa o comunicado oficial da Prefeitura de Novo Horizonte. Na última terça-feira (3) a Vigilância Sanitária vacinou os moradores do bairro rural Água Limpa contra a febre amarela. 
 
Casos positivos na região
Em Catanduva e região casos positivos de febre amarela em macacos foram registrados. Só em Catanduva foram três registros no ano passado. O caso mais recente foi confirmado no final de novembro de 2016.  Dos mais de três mil que buscaram uma dose da vacina em apenas um dia de campanha no ano passado, 1.693 receberam a dose que estava em atraso. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde.
A orientação à população é a de que qualquer suspeita de ocorrência dessa natureza seja comunicada ao Centro de Controle de Zoonoses. Outros casos positivos de febre amarela em macacos foram registrados em cidades como Pindorama, Ibirá, Catiguá e Cajobi. Em Bady Bassitt que fica próxima a São José do Rio Preto, um homem de 38 anos morreu por causa da febre amarela. O Aedes que transmite dengue, chikungunya e zika vírus também pode transmitir a febre amarela.
Fonte: O Regional, Catanduva,SP.

Assunto Relacionado

Comente

*